Rádio Alvorada

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

MPF pede investigação de corrupção na Secretaria de Comunicação da Presidência da República

Fabio Wajngarten (foto extraída do Estadão).






















Ministério Público Federal pediu à Polícia Federal investigação sobre a conduta do secretário de Comunicação da Presidência da República (Secom), Fabio Wajngarten. Apesar de ser secretário, ele continua sócio majoritário de uma empresa que recebe dinheiro de emissoras de TV (entre elas, Band e Record) e de agências de publicidade contratadas pela própria Secom e outros órgãos e estatais do governo Jair Bolsonaro.

Conforme reportagem da Folha de S. Paulo, na gestão de Wajngarten, essas empresas passaram a receber fatias maiores da verba publicitária daquela secretaria. 

O objetivo da investigação é apurar possíveis práticas de corrupção passiva, peculato (desvio de recursos públicos feito por funcionário público, para proveito pessoal ou alheio) e advocacia administrativa (patrocínio de interesses privados na administração pública, valendo-se da condição de servidor). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário