Rádio Alvorada

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Transparência Internacional: Governo Bolsonaro interfere no combate à corrupção
















A entidade não governamental Transparência Internacional criticou o governo Bolsonaro pela "crescente interferência política nas instituições anticorrupção" e as decisões do STF sobre delações premiadas.



De acordo com a entidade, o combate à corrupção, apesar de ter sido o ponto central da campanha do presidente Jair Bolsonaro, acabou sofrendo "uma série de contratempos legais e institucionais”.

A Transparência Internacional criticou o presidente por interferências em órgãos como a Receita Federal e a Polícia Federal e também por ter rompido a tradição de escolher alguém da lista tríplice para o cargo de Procurador-Geral da República.



A organização lamentou também as decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), que complicam a luta contra a corrupção, como a anulação das delações premiadas.

Saiba mais:


terça-feira, 28 de janeiro de 2020

MPF pede investigação de corrupção na Secretaria de Comunicação da Presidência da República

Fabio Wajngarten (foto extraída do Estadão).






















Ministério Público Federal pediu à Polícia Federal investigação sobre a conduta do secretário de Comunicação da Presidência da República (Secom), Fabio Wajngarten. Apesar de ser secretário, ele continua sócio majoritário de uma empresa que recebe dinheiro de emissoras de TV (entre elas, Band e Record) e de agências de publicidade contratadas pela própria Secom e outros órgãos e estatais do governo Jair Bolsonaro.

Conforme reportagem da Folha de S. Paulo, na gestão de Wajngarten, essas empresas passaram a receber fatias maiores da verba publicitária daquela secretaria. 

O objetivo da investigação é apurar possíveis práticas de corrupção passiva, peculato (desvio de recursos públicos feito por funcionário público, para proveito pessoal ou alheio) e advocacia administrativa (patrocínio de interesses privados na administração pública, valendo-se da condição de servidor). 

sábado, 25 de janeiro de 2020

Brasil atinge pior posição no Índice de Percepção da Corrupção


Brasil caiu uma posição no Índice de Percepção da Corrupção em relação a 2018. 35 pontos em 100 possíveis. Atingiu assim a 106ª colocação: a pior posição já ocupada pelo país na série histórica desse indicador aferido pela Transparência Internacional.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Senador chama presidente de chefe de quadrilha



















Em sua conta no Twitter, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) chamou o presidente Jair Bolsonaro de desqualificado e chefe de quadrilha. Ainda, questionou se o presidente iria continuar encobrindo as investigações do caso Queiroz, que envolvem Flávio Bolsonaro.